Comprar online com seguranca 01

Como fazer compras online com segurança

Praticamente todo o mundo está trancado dentro de suas casas por causa da ameaça do vírus. E isso, além de obrigar a fazer tudo online,  inclusive conversar com a família, deixa as pessoas entediadas e inquietas. Ou seja, prontinhas para se entregar à terapia de varejo. E, é claro, outros querem ou precisam apenas comprar mantimentos.

De qualquer forma, todo mundo está comprando online e isso levanta algumas questões de segurança.
– a loja é confiável e vão entregar direitinho, no prazo e com segurança?
– meus dados pessoais estarão seguros?
– posso usar minhas informações bancárias?

Não há quase nada que não possamos encontrar on-line, o que significa que é fundamental sabermos fazer isso com cuidado e segurança. Se você ainda não fez isso, agora é um bom momento para verificar online dicas de segurança em compras. Especialmente porque todos nós temos algum tempo em nossas mãos e você não precisa explorar as profundezas da internet para descobrir. Fiz isso por você.

Comprar online com seguranca 02

 

A loja é confiável

Existem vários meios para se garantir que a loja / site que você está olhando seja confiável:
1. Verifique a reputação e credibilidade do site
– Você pode checar se um site tem boa reputação pesquisando o nome dele no navegador (Google, Edge, Firefox) sem colocar o prefixo “http://”
– Também vale dar uma olhada em sites e portais de reclamação de consumidores, onde possivelmente você pode encontrar registros de queixas contra sites fraudulentos. Sites como o Reclame Aqui (https://www.reclameaqui.com.br) ou o Procon (https://sistemas.procon.sp.gov.br/rank_estadual/?m=rank_atend). Se você perceber que existem muitas queixas de uma loja nesses sites saiba que isso é um ótimo sinal para que você desconfiar.
– Procure o dono do site. O fato de um site ter um “dono” ou responsável minimiza as chances de que seja falso. Procure pela sessão “sobre” dentro do site para ler mais informações. Você também pode checar se o site fornece telefone, endereço e CNPJ e pesquisar na página da Receita Federal para saber se os dados são verdadeiros. Um dos principais diferenciais entre uma loja real e uma fraudulenta é a existência do CNPJ. Se o site que você está comprando não possui, desconfie imediatamente. Sem esse documento, a loja não pode emitir nota fiscal pelo produto à venda, o que é um dos principais indicativos de falsificação ou até mesmo de operações ilegais. A não regulamentação da loja também pode significar que ela simplesmente não existe e que utiliza o site apenas como uma espécie de golpe.

2. Verifique se o site é seguro
– Para verificar se o site que você está acessando é seguro, você precisa verificar o URL (que está na barra de endereço no topo da página) e certificar-se de que começa com “https:” e não “http:”. HTTP significa Protocolo de Transferência de Hipertexto e o ‘s’ significa que o site está protegido com o protocolo Secure Socket Layer. Secure Socket Layer ou SSL é um protocolo que foi desenvolvido para que as informações possam ser trocadas com segurança pela Internet. Suas informações são criptografadas antes de serem enviadas ao site. Apenas o seu computador e o servidor podem ler os dados. Ele protege seus dados de qualquer terceiro tentando acessá-lo, mantendo os dados entre você e o vendedor.
– O Web of Trust (WOT) também é um ótimo meio de analisar a reputação de uma loja. Ao fazer uma busca por determinado site, ele exibe a média das notas atribuídas pelos usuários em quesitos como confiança, privacidade e conteúdo para crianças. As indicações são feitas por um sistema de cores, que vão desde o vermelho (risco máximo) até o verde (segurança total).

Mas no geral tente comprar apenas de vendedores de renome.

Comprar online com seguranca 03

Meus dados pessoais estarão seguros

– Garanta que o seu celular / computador esteja seguro
Use um programa de segurança na Internet.
Esta é uma maneira certeira de manter seus dados seguros e sua privacidade intacta. Use um bom programa de segurança na Internet. Esses são programas que fornecem serviços de proteção anti-phishing e roubo. Os programas usam criptografia para manter seus dados seguros, assinatura digital para verificar a autenticidade das transações e certificados de segurança, que são IDs digitais exclusivos para verificar usuários, empresas, sites, etc. Estou falando de firewalls ou programas anti-vírus. Ligar nosso firewall é como usar cortinas para garantir que ninguém esteja espiando a sua casa.

– Use os aplicativos certos ao usar seu telefone celular.
Quando se trata de segurança, comprar em seu smartphone não é diferente de usar seu laptop ou PC. Quando você usa seu telefone para fazer compras, pode usar aplicativos de pagamento móvel, como Google Pay ou Apple Pay. Geralmente, eles geram uma OTP (senha de uso único) para autenticar sua compra e pronto. O OTP não pode ser roubado e você não precisa se preocupar com alguém copiando seu cartão.
O skimming de cartão é usado por fraudadores para roubar suas informações de cartão de crédito ou débito, incluindo números PIN. Isso geralmente acontece em caixas eletrônicos e máquinas de ponto de venda.
Você pode evitar tudo isso usando diretamente o aplicativo do varejista (em vez de abrir o site no navegador) e inserir as informações manualmente.

– Use uma conexão segura em seu dispositivo
Seja extremamente cuidadoso se estiver usando uma rede pública, pois pode ser mais fácil invadir essas redes.
Se você estiver fazendo compras enquanto espera seu pedido do Starbucks e estiver usando o Wi-Fi deles, há algumas precauções extras que você deve tomar. O mesmo se aplica a compras em um quarto de hotel ou no avião. Essas conexões geralmente não são seguras porque são destinadas para que todos possam fazer login facilmente.
Um processo chamado Wi-phishing é a armadilha mais popular preparada por hackers para induzir você a fazer login. O ideal é escolher uma rede com o símbolo de cadeado próximo a ela e usar a senha fornecida a você (pelo hotel ou pelo responsável).
Se for uma emergência e você estiver desesperado por uma conexão, tente usar seus próprios dispositivos como hotspots (laptop para celular e vice-versa). E se você puder evitar, tente não fazer transações financeiras em conexões públicas.

– Defina senhas exclusivas
É do conhecimento geral que nossas senhas para diferentes sites não devem ser apenas difíceis de adivinhar, mas também exclusivas. Você não pode ter seu aniversário ou “123456” ou a palavra “senha” como sua senha.
É importante quando você está comprando online, porque cada vez que você criar uma conta e usar uma senha, seus dados, informações financeiras incluídas, serão salvos nessas contas. Não é opcional e você não quer deixar seus dados vulneráveis ​​a ataques.
A regra ao escolher uma senha é ter caracteres maiúsculos e minúsculos (ou seja, letras maiúsculas e minúsculas), certifique-se de que seja alfanumérico (uma mistura de letras e números) e tenha pelo menos um caractere especial. E tente não usar a mesma senha em todos os lugares.

– Não forneça informações em excesso
Ao inserir suas informações no site de um comerciante, passe um minuto pensando nos dados que eles estão coletando. É lógico fornecer seu nome, endereço, número de telefone, CPF, conta de e-mail e detalhes de sua forma de pagamento. Mas alguns comerciantes pedem detalhes adicionais sobre seu banco ou sua identidade. Além disso, as empresas também gostam de perguntar sobre as coisas que você tem interesse em comprar. Pare o processo e vá embora, a menos que seja opcional. E tente revelar o mínimo possível.
Se você quiser fornecer os dados a eles, leia a política de privacidade deles com antecedência. Alguns comerciantes compartilham, vendem ou alugam dados para terceiros. O que significa que você não terá controle sobre onde suas informações pessoais irão parar e para o que poderão ser usadas. Interaja com empresas que respeitem a sua privacidade.

Comprar on line com segurança 04

Posso usar minhas informações bancárias

Se você já seguiu todos os passos acima é provável que você esteja em um site confiável e seguro, usando um aplicativo e um dispositivo também seguro.

– Use cartão virtual
Se você tiver conta em um dos grandes bancos brasileiros você tem acesso ao que chamam de cartão virtual, cartão online ou cartão para compras online. Esse cartão é um cartão gerado por você para fazer a compra online. Você entra no aplicativo do seu banco, escolhe o período de validade, a quantidade de compras que fará, o limite de valor e até se vai usar ou não para compras no exterior. O banco gera um número de cartão virtual com o CVV (código do verso do cartão) também virtual. É um processo simples, o cartão virtual fica vinculado ao seu cartão real (no extrato do seu cartão vem as informações desse cartão virtual) e não poderá ser roubado ou clonado. E não pode ser usado para mais compras do que foi definido.

– Monitore seus extratos bancários
É um hábito saudável ficar online e consultar os seus extratos bancários sempre que tiver tempo, seja o seu cartão de crédito, cartão de débito ou outra conta corrente. Mesmo que a maioria de nossas transações – grandes e pequenas – sejam todas eletrônicas, você deve ser capaz de lembrar vagamente os débitos e créditos que vê em seu extrato.
Se algo parecer estranho, identifique o site onde a transação foi feita e tente verificar novamente a partir daí.

Resumindo:
Não entre em pânico, esteja preparado.
Embora as armadilhas estejam por toda a Internet, você não é tão vulnerável quanto parece ser em teoria. Para cada tática que os bandidos têm, existem precauções simples que você pode tomar e salvar de uma experiência horrenda. Parece uma longa lista, mas provavelmente você sabe muitas dessas coisas. Apenas lembre-se de fazê-los ativamente cada vez que for fazer compras online. É como carregar sua carteira toda vez que você vai ao shopping.

Compartilhe: